Está pensando em entrar no universo da programação? Saiba que a área contempla inúmeros territórios de atuação e diversas linguagens. E é justamente essa diversificação que faz a carreira de um desenvolvedor atrativa.

Para esclarecer a sua jornada neste cenário, vamos falar de uma das maiores dúvidas para quem está começando: o que diferencia o profissional de back-end do profissional front-end?

Para mostrar as diferenças, vale começar com as definições de cada atividade:

Back-End

Trata-se do servidor e o banco de dados que ajudam a fornecer as informações ao usuário de uma interface, essa operação chamamos de back-end. É aquela parte do site que você não tem contato direto (a não ser que você seja um profissional da área, claro!).

O back-end é uma parte fundamental de qualquer site ou aplicação na web. Se você está lendo esse texto, por exemplo, é um sinal de que a comunicação com o servidor obteve sucesso e isso se deve, provavelmente, a um profissional de back-end.

Quem prefere se especializar como desenvolvedor back-end vai atuar com lógica, com a funcionalidade do site, regras, segurança e integridade de banco de dados. Ou seja, para viver os “bastidores da internet” requer muita paciência, cuidado e concentração.

Front-End

Se back-end é o desenvolvimento da parte da web que não vemos, o front-end, por outro lado, é toda a parte visível das aplicações e sites. Essa área não lida diretamente com banco de dados, servidores e todas as aplicações complexas do back-end, mas cuida da usabilidade, efeitos visuais, velocidade de carregamento, etc.

De maneira mais direta, o Desenvolvedor de Front-end é responsável pela interação direta com o usuário, e por isso acaba desenvolvendo o lado mais visual das aplicações, como o cuidado com cores, botões, links, menus, e tudo o que vemos numa página quando estamos acessando.

Justamente por conta disso, o programador front-end precisa ter um olhar constante para a melhor Experiência do Usuário. Ou seja, as preocupações de front-end e back-end são opostas, porém complementares. Os desenvolvedores de front-end e back-end devem sempre trabalhar em conjunto para que o aplicativo ou site funcione corretamente.

É possível ser back-end e front-end ao mesmo tempo?

Sim! Inclusive, uma pessoa qualificada para fazer as duas atividades é bastante demandada no mercado. Quando o profissional de programação atua nas mais diversas partes do projeto, ou tem conhecimento tanto de back-end quanto de front-end, ele é chamado de Desenvolvedor Full Stack.

O Full-Stack é um profissional mais flexível, com visão mais completa do negócio, que vai atuar do início ao fim de um projeto. Provavelmente, isso demandará o conhecimento de diferentes tecnologias e linguagens de programação, ainda mais se for o caso de atuar sozinho.

Neste caso, a principal dica para quem está começando a programar é estudar muito sobre todas as áreas do Desenvolvimento Web, conhecer as linguagens de programação mais utilizadas atualmente e entender quais habilidades que mais parecem adequadas ao seu perfil.

Jader Rodrigues

Jader Rodrigues

Diretor Executivo da RootSec, empresa especializada em treinamentos e eventos digitais nas áreas da tecnologia e segurança da informação.