fbpx
Cloud Computing: o que é e para que serve

Tecnologia da Informação

Cloud Computing: o que é e para que serve

Jader Rodrigues
Escrito por Jader Rodrigues em 31 de dezembro de 2020
Junte-se a mais de 10.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Entenda os diferentes tipos da tecnologia que transformou o setor de TI

A computação na nuvem é definitivamente o presente. O recurso revolucionou o setor de TI e trouxe diversos benefícios ao universo empresarial. Há alguns anos, era preciso investir tempo e recursos na contratação de servidores, licenças e mão de obra qualificada em TI. No entanto, a chegada da tecnologia mudou de fato o mercado, se mostrando muito mais eficiente e vantajosa.

Graças ao Cloud Computing, as organizações passaram a ver os dados como instrumentos cruciais, aumentando a competitividade e proporcionando ao consumidor produtos e serviços de alta qualidade.

Mas o que de fato é a Computação nas Nuvens e como ela funciona?

A cloud computing é um serviço de computação baseado na internet da qual é sintetizada pelo poder de utilizar recursos de TI sob demanda de computação, armazenamento de dados, redes e aplicações em ambientes compartilhados de maneira integrada através da internet.

Diferente dos modelos comuns, a nuvem é composta por uma série de servidores que representam um amplo dispositivo de armazenamento e processamento de dados, permitindo total elasticidade em todos os seus recursos fornecidos.

Você consegue alocar os recursos desses servidores interligados para sua utilização, ajustando sob demanda a capacidade de processamento, espaço, memória e banda. Isso tudo sem precisar instalar nada e sem perder tempo.

Para que serve?

Possibilita que as organizações usem recursos compartilhados de computação e armazenamento, em vez de criar, operar e melhorar a infraestrutura por conta própria.

É um modelo que permite os seguintes recursos:

  • Os usuários podem abastecer e liberar recursos sob demanda.
  • Os recursos podem ser redimensionados para cima ou para baixo automaticamente, dependendo da carga. E são acessíveis em uma rede com segurança adequada.
  • Os provedores de serviços em nuvem podem ativar um modelo de pagamento conforme o uso, em que os clientes são cobrados com base no tipo de recursos e por uso.

Quais os tipos de cloud computing?

Está mais do que claro que o serviço entregue pela computação nas nuvens é fundamental para o desenvolvimento de um negócio. Certo?  No entanto, esse é um mercado amplo e requer dos gestores um entendimento maior sobre os tipos de nuvem existentes.

Confira o objetivo de cada um deles:

Nuvem Pública: fornecida por um provedor que se responsabiliza pela hospedagem, manutenção, gestão e segurança dos dados de seus clientes. Sua principal característica é o compartilhamento do servidor, o que reduz significativamente seus custos. Permitindo que o usuário se preocupe apenas em pagar pelas aplicações que precisar (softwares ou hardwares).

Indicado para empresas que buscam se modernizar sem comprometer seu orçamento.

Nuvem Privada: possui funções semelhantes à pública, mas é construída por provedores especializados ou por uma equipe interna, para ser exclusiva de uma empresa. Não permite o compartilhamento e divisão de custos com usuários externos.

Escolhida por médias e grandes organizações, especialmente as que trabalham com transações financeiras e precisam reforçar a proteção de seus dados.

Nuvem Híbrida: uma junção das anteriores. Nesse caso, a empresa pode contar com uma nuvem privada para informações mais estratégicas e sigilosas e outra pública para dados e processos comuns.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *