Skip links

Entrevista com Profissionais: Alex Rosa

Nome: Alex Rosa
Resumo: Tenho trabalhado em áreas voltadas ao desenvolvimento de sistemas nos últimos 15 anos, atuando em projetos de softwares para web e desktop, com experiência em desenvolvimento de plataformas para e-commerce, automação de sistemas de compra e venda, simuladores de ambientes, sistemas de gestão online, websites, hotsites, blogs e landing pages.

Além da atuação direta como desenvolvedor, também tive envolvimento como coordenador de equipes de desenvolvimento em agência digital, instrutor de treinamentos de Programação Orientada à Objetos (POO), Visual Basic, e Banco de Dados em Escola de Formação Profissional, consultoria no desenvolvimento e publicação de aplicativos mobile.

Como especialista em Desenvolvimento Web PHP, tenho realizado Code Review e mitigação de falhas encontradas como resultados de Pentest, e me dedicado ao desenvolvimento de código seguro OWASP e estudo das áreas de segurança da informação. Além do desenvolvimento de aplicações para realização de CTF – Hackaflag 2015 e 2016 e validação de certificado online.

Também possuo experiência em marketing digital e lançamento de info produtos, com cases de desenvolvimento e implantação de projetos de marketing para blogs, cursos online, lojas virtuais e assinatura de serviços online.

Na área de desenvolvimento web, atuo como Web Designer e Web Developer na criação de conceitos, layouts e wireframes em aplicações para a internet.

Possuo formação técnica, cursos livres, e autodidata em muitas áreas da tecnologia, sempre aberto à novos desafios.

Especializações: Web Developer PHP, Javascript, CSS, MySQL, WebDev Security, Expertise em Marketing Digital.

Concluiu uma pesquisa recente sobre a relação entre Inteligência Artificial e Cyber Security, e sua pesquisa atual se concentra em OSINT (Open Source Intelligence).

Qual a sua formação? Você sempre quis se formar neste curso? O que lhe ajudou a escolher essa formação?

Estudei Ciência da Computação, mas não conclui a graduação. A escolha por esse curso se deu principalmente por já atuar na área de desenvolvimento há muitos anos, mesmo antes de cursar o ensino superior, e serviria apenas para “Certificar” meus conhecimentos como Desenvolvedor.

Qual a área de sua atuação? Como há conheceu e porque decidiu seguir essa carreira?

Atuo profissionalmente há 20 anos como Desenvolvedor, no princípio, desenvolvia para Desktop, mas acabei por migrar naturalmente para Desenvolvimento WEB. A paixão por exatas e tecnologia surgiu desde pequeno na escola, quando as matérias de maior interesse sempre foram Matemáticas, Ciências, e na Faculdade Cálculo Diferencial e Lógica.

Seu sonho sempre foi ser o que é hoje? Porque?

Acredito que parte do meu sonho já tenho realizado pelo caminho que decidi percorrer pessoalmente e profissionalmente, mas muitas outras metas ainda estão por vir no caminho. Acredito fielmente que o que nos move são nossas ambições e metas que colocamos para nós mesmos. Então a cada meta alcançada, algo maior e melhor estará por vir. Só assim o progresso e crescimento é real e você consegue olhar para traz e ver cada objetivo alcançado.

Como é trabalhar nessa área? Como é os profissionais que atuam nessa área?

Trabalhar como Programador, para quem gosta será sempre uma satisfação muito grande. Poder resolver tecnologicamente problemas, ou criar recursos que podem facilitar tarefas diárias serão sempre desafios que valerão a pena enfrentar. Contudo o que torna mais gratificante o trabalho como Desenvolvedor é o fato de não precisar atuar profissionalmente no modelo tradicional de empregabilidade como ocorre em tantas outras profissões e poder escolher o modelo de trabalho que mais satisfaz suas ambições pessoais. Deixa eu explicar melhor: Poder ser autônomo, ou empresário, trabalhar remotamente, trabalhar de qualquer lugar do mundo para qualquer empresa do mundo, trabalhar em momentos mais produtivos para você, ou até ser assalariado para alguma empresa e ter estabilidade profissional com bons salários.

Ser programador, satisfaz a cada uma dessas realidades e é possível escolher o que te faz sentir melhor.

Quais foram seus principais desafios na área?

Os principais desafios que passei foram em momentos de migração de tendências, onde é necessário aprender novas tecnologias, e entrar em setores diferentes do mercado. Com certeza esse é o grande desafio de todo programador, estar atento e atualizado a tudo que há novo no globo.

Você já passou por alguma crise profissional?

Quem nunca passou por uma crise profissional ainda não evoluiu o necessário na sua carreira. Rs. A minha primeira crise, passei quando decidi empreender pela primeira vez, e a falta de experiência fez uma grande diferença neste momento. Mas é preciso ser racional e tomar a melhor decisão para sua estabilidade financeira e profissional.

Você teve um mentor ou alguém em que se inspirava para chegar aonde você está hoje?

Como faço parte de uma geração que viveu a chegada da internet no Brasil, minha grande inspiração no começo da carreira era a Microsoft gerida pelo bilionário Bill Gates. A forma como a empresa tomou conta do mercado global com seus produtos praticamente “indispensáveis” e acessíveis na vida de todos que tinham um computador e precisavam se comunicar como resto do mundo. E esta era a minha grande ambição, criar algo que todos precisassem, e que eu pudesse ajudar as pessoas de todo o mundo com tecnologia, aliás, já dava pra ver na década de 90 que era essa tecnologia que iria mudar e revolucionar o mundo que conhecíamos.

Ainda não criei um produto completamente inovador, mas hoje posso dizer que ajudo milhares de pessoas em todo o mundo com sistemas e aplicações que venho desenvolvendo.

Você tem alguma frase ou experiência que carrega em sua bagagem (vida) que usa sempre como exemplo?

Uma frase que move minhas decisões ou atitudes: Sorte não existe, se você quer alguma coisa, é preciso arregaçar as mangas e trabalhar.

Como o mercado está para quem pretende seguir carreira nessa área?

O mercado de tecnologia está sempre em evolução e oportunidades para profissionais capacitados estão sempre disponíveis.

Na sua experiência, quais 3 dicas você poderia passar para quem quer entrar nesse segmento?

Para quem deseja entrar no mercado de tecnologia e desenvolvimento, a primeira dica que eu posso dar é pense e tome decisões com base no futuro da tecnologia no mundo, caso contrário, amanhã você já estará desatualizado.

A segunda dica é na focada na credibilidade profissional. O que você diz sempre tem valor. Mantenha sua palavra e coerência entre o que você diz o que você faz.

E a terceira dica é: Compartilhe experiências, é assim que você cresce e se torna melhor.

O profissional desta área consegue ser bem remunerado? Ou há grande variação de salário?

A variação de salário existe em todas as esferas profissionais, o que garante uma boa remuneração é você atuar profissionalmente onde você possa colocar seu conhecimento em prática, e sua remuneração será sempre de acordo com os resultados que você apresentar.

Se você pudesse hoje começar tudo de novo, continuaria na mesma área ou iria para outra? Porquê?

Sem dúvidas, eu trabalharia na mesma área profissional, faria algumas coisas diferentes, mas a área seria a mesma.

Quais livros lhe auxiliaram em todo o seu período como profissional da área?

Nunca tive um prazer muito grande por livros, mas conhecimento sempre foi uma busca incansável, então sempre busquei me manter atualizados à tendências do mercado.

Na sua visão, como está os novos profissionais que estão entrando nesse segmento? Você vê algum ponto positivo e negativos que eles estão cometendo/fazendo?

Novos profissionais surgem todos os dias no mercado de desenvolvimento e todos se preparando ou afinados com novas tecnologias, na minha opinião isso é ótimo para o mercado, e incentiva todos os profissionais a evoluírem.

O maior problema que vejo, é que o avanço da tecnologia deixa todos mais preguiçosos, e o copia e cola dificulta o entendimento de coisas básicas, mas extremamente necessárias.

A facilidade da tecnologia não pode impedir a busca por conhecimento é sim necessário saber como as coisas funcionam antes de simplesmente sair usando.

Qual é a sua maior conquista profissional?

Minha maior conquista profissional em todos estes anos atuando como programador, é trabalhar remotamente e poder escolher as empresas e negócios em que quero trabalhar.

Qual foi a maior decisão que você teve que tomar em toda sua carreira profissional? Por que foi tão difícil?

Minha maior e mais difícil decisão profissional, foi ter que dar um passo para trás em um momento difícil, para estar preparado para outros passos à frente.

Qual tarefa ou projeto você considera sua conquista mais significativa na carreira até agora? Explique o plano, como você o administrou, como mediu seu sucesso e quais foram os maiores erros cometidos.

Alguns projetos marcaram minha carreira como programador, dois deles foram decisivos para minha evolução profissional.

Desenvolver minha própria plataforma de e-commerce, que culminou no lançamento da minha marca Warstore, que fez esse modelo de negócio evoluir e consequente a evolução da plataforma de e-commerce.

Um projeto com foco diferente, eu diria até que despretensioso me fez criar o core de uma plataforma que seria um dos motores do meu modelo de negócio.

O que você gostaria de fazer todos os dias da sua vida na sua carreira?

O meu maior plano de vida ainda é viajar pelo mundo em busca de experiência e conhecimento, e atuar como programador me permite fazer isso muito em breve.

Se você tivesse R$ 200.000 para construir o seu próprio negócio, o que você faria?

Com este valor, eu faria aplicações rentáveis e faria o crescimento do meu negócio à médio e longo prazo, garantindo estabilidade por tempo ilimitado.

O que surpreendeu você até agora como profissional desta área?

O que sempre me surpreende é o rumo tomado pelo mercado nacional, muitas vezes na contramão do mercado global, forçando minha adequação à estas realidades mas sem abandonar o foco global.

Precisa de ajuda?