fbpx
Programação: 8 das linguagens mais populares entre os desenvolvedores

Tecnologia da Informação

Programação: 8 das linguagens mais populares entre os desenvolvedores

Jader Rodrigues
Escrito por Jader Rodrigues em 9 de fevereiro de 2021
Junte-se a mais de 10.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Confira a última edição do ranking desenvolvido pelo TIOBE – The Software Quality Company

Conforme a constante evolução da internet, as  linguagens de programação seguiram o mesmo caminho de transformação à medida que foram usadas em diferentes aplicações.

Linguagens como Python, C, JavaScript, C ++, Java e muitas outras estão no topo das listas das linguagens de programação mais populares nos últimos anos, dominando as classificações pelo seu objetivo atrelado a uma variedade de tarefas.

De acordo com a última lista divulgada pelo TIOBE, “C, Java, C ++ e Python” têm sido as linguagens mais populares desde 2002. “C #, Visual Basic e JavaScript” seguem lutando pelos primeiros lugares. Confira as 8 primeiras posições:

1. C: Disputando com Java desde muito tempo o topo dos rankings da TIOBE. Criada como sucessora de “B” por Dennis Ritchie e Ken Thompson em 1972, a linguagem se tornou rapidamente a linguagem de programação mais usada de todas. Os cursos centrados em C também se classificaram entre os 10 primeiros no Pluralsight.

O software escrito em C inclui a maioria dos sistemas operacionais (Windows, Linux, alguns do iOS e o kernel do Linux usado por dispositivos Android) e software de telecomunicações para redes sem fio (celular, Wi-Fi) e com fio (roteadores, ethernet controladores, etc.). Também é usado nos microprocessadores embutidos, desde torradeiras a TVs e automóveis.

2. Java: No ano passado, foi revelado que existem mais de 7 milhões de desenvolvedores Java em todo o mundo, colocando-o em um terceiro lugar atrás dos 8,2 milhões de desenvolvedores relatados em Python e pelo menos 11,7 milhões de desenvolvedores JavaScript ativos.

Java é uma linguagem que roda em um grande número de dispositivos, já que os aplicativos Android em sua grande parte do sistema são escritos em Java.

3. Python: De acordo com SlashData, Python é mais popular entre os desenvolvedores de Machine Learning e IoT focados em aplicativos . A linguagem ficou em terceiro lugar no ranking da TIOBE e seu CEO, Paul Jansen, escreveu que Python foi a linguagem de programação do ano de 2020, depois de garantir o maior aumento nas classificações do ano.

Em faculdades e universidades, as linguagens mais populares para o ensino de classes são Java e Python. Pois são relativamente fáceis de ensinar e aprender, principalmente Python, que fornece menos “armadilhas” para iniciantes do que  C.

4. C ++: Essa vem sentindo um declínio constante em popularidade desde que se manteve firme no terceiro lugar durante a maior parte dos anos 2000. Embora tenha sido superada por Python apenas nos últimos dois anos, o Visual Basic vem ganhando força.

5. C #: Depois de superar brevemente o C ++ nas classificações em 2012, o C # finalmente se acomodou atrás de linguagens mais populares como Python, Java e C. O relatório SlashData estimou que existem cerca de 6,7 milhões de desenvolvedores C # em todo o mundo focados principalmente em jogos, RA e VR.

6. JavaScript: Em 2020 a linguagem completou seus 20 anos e segue sendo uma das mais populares já criadas. Sendo a mais usada em programas no maior número de dispositivos.

Por uma margem substancial, o JavaScript é usado para escrever o maior número de programas. Isso ocorre porque a maioria das páginas da web têm pelo menos algum JavaScript incorporado (incluindo navegadores integrados a aplicativos móveis em telefones e tablets).

7. PHP: A popularidade do PHP caiu nos últimos anos. Apesar de ter sido nomeada o idioma do ano em 2004, atingiu seu pico de interesse em 2010. Mas desde uma grande queda em 2014, se manteve firme com quase 6 milhões de desenvolvedores.

8. R: Em apenas um ano, “R” conseguiu saltar sete posições no ranking do TIOBE. O aumento da popularidade se deve em parte ao seu uso por engenheiros de dados, que se tornaram amplamente procurados, pois todas as empresas procuram usar seus dados para inteligência de negócios e análises.

Universidades e institutos de pesquisa adotam Python e R para suas análises estatísticas. Muitas estatísticas e mineração de dados foram precisas para encontrar uma vacina para o vírus COVID-19, por exemplo.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *