5 tendências do trabalho pós-covid 19

Publicado em:

Entenda os principais avanços que sua empresa deve recorrer

A crise do coronavírus mudou completamente o mercado de trabalho, acelerando tendências que eram esperadas apenas para os próximos anos. Nesse cenário, a tecnologia assumiu um papel muito importante no dia a dia das corporações e diversas empresas de todo o mundo precisam adiantar sua entrada no ambiente virtual.

A necessidade de distanciamento social mudou as relações de trabalho e acelerou a transformação digital que já estava em curso no ambiente corporativo. Com isso, muitas empresas precisaram se reinventar e adotar novos processos que permanecerão nos próximos anos.

Pensando nisso, listamos 5 tendências para o mercado de trabalho em um mundo pós-pandemia, Confira: 

Trabalho Remoto 

O chamado “home office” já era realidade de muitos trabalhadores, principalmente na área de tecnologia, mas muitas empresas tiveram contato com este modelo pela primeira vez durante a quarentena.

A tendência para os próximos anos é a intensificação do home office ou a adoção de um modelo híbrido, com horários mais flexíveis. Algumas empresas como Google e Twitter, já anunciaram que continuarão adotando o trabalho remoto para o período pós-pandemia.

O modelo traz novos desafios com relação à produtividade, mas também gera vantagens para a empresa e o profissional, como redução de custos e economia de tempo de deslocamento, por exemplo.

Coleta de Dados

Segundo estudos, 16% dos empregadores estão usando tecnologias com mais frequência para monitorar seus funcionários. Isso tem acontecido por meio de métodos como relógio virtual de entrada e saída, rastreamento do uso do computador de trabalho e monitoramento de e-mails de funcionários e de ferramentas de comunicação internas. 

Enquanto algumas empresas monitoram a produtividade, outras monitoram o envolvimento e o bem-estar dos funcionários para compreender melhor a experiência deles.

Educação Continuada 

Com as mudanças repentinas no mundo do trabalho, os profissionais deverão aprimorar seu conhecimento para se adaptar ao novo cenário. Com isso, a educação continuada será cada vez mais valorizada pelas organizações.

Esse conceito é baseado na ideia de continuar aprendendo durante toda a vida, realizando cursos e buscando novas habilidades.

Os profissionais que estão utilizando o tempo da quarentena para estudar, se aprofundar em alguns assuntos e desenvolver novos conhecimentos e competências tendem a ser mais procurados pelas empresas em 2021.

Digitalização dos Negócios 

O período de quarentena afetou a relação do consumidor com as empresas e as compras online, que aumentaram consideravelmente e devem continuar crescendo nos próximos anos.

Por isso, o conhecimento na área de tecnologia tende a ser ainda mais valorizado. O foco continua sendo no cliente e, a partir de agora, as organizações devem investir ainda mais em áreas como segurança digital, e-commerce e experiência do usuário, por exemplo.

Novos Empregadores

Antes da Covid-19, as empresas já enfrentavam demandas crescentes dos funcionários por transparência. Agora, os colaboradores e candidatos em potencial julgarão as organizações pela maneira como trataram seus funcionários durante a pandemia. É necessário equilibrar as decisões tomadas hoje para resolver as preocupações imediatas durante a pandemia.

É papel do RH, por exemplo, aconselhar CEOs e demais gestores sobre decisões relacionadas a cortes de salários e certificar-se de que os impactos financeiros sejam absorvidos pelos executivos, em vez de pela base de funcionários mais ampla.

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui